Celular já é o segundo aparelho mais utilizado para ouvir rádio

Pesquisa aponta que o celular é o segundo aparelho mais utilizado para ouvir rádio

Não existem mais dúvidas de que o smartphone tem se tornado a cada dia um aparelho indispensável na vida dos brasileiros.

A facilidade e praticidade que os modelos oferecem é o mesmo que ter um computador no seu bolso em qualquer hora e lugar.

Uma pesquisa global da Symantec de 2013, revelou que 92% das pessoas tinham mais chances de sair de casa com seu smartphone do que qualquer outro item, como dinheiro e identidade.

Sendo assim, é natural a tendência que o celular ganhou de cada vez mais ser utilizado pelas pessoas em detrimento de outros aparelhos que não trazem tanta usabilidade assim, como o computador.

Algumas pesquisas realizadas provam isso e trazem alguns detalhes interessantes quanto ao uso do celular pelas pessoas.

Está curioso para saber? Siga a leitura e descubra um pouco mais.

Como está a audiência?

Uma pesquisa realizada pela Kantar Ibope Media de 2018 mostra que o celular é o segundo aparelho mais utilizado para ouvir rádio:

  • com 18% da preferência, só perdendo para o aparelho tradicional, com 85% dos ouvintes.

A avaliação mostra ainda, que ao longo do dia a audiência do celular e do comportador se mantêm estável durante a manhã e à tarde com uma leve alta no período vespertino e diminuindo à noite.

É interessante perceber que o gráfico mostra o celular com maior regularidade no consumo, se mantendo até mais tarde em comparação aos outros meios.

Essa regularidade tem relação com a praticidade do meio, uma vez que a pesquisa mostra que 7% dos ouvintes escutam rádio durante o trajeto.

Esse pico acontece durante a manhã e ao final da tarde, quando as pessoas estão se deslocando para o trabalho e voltando para casa.

Como a publicidade tem sido afetada?

Com a diversidade de consumo cada vez mais fragmentada, a publicidade se tornou crossmídia para conseguir ampliar o seu alcance.

Os dados da Kantar mostram que entre os 30 maiores anunciantes do rádio, 63% investiram em 6 meios ou mais.

A internet e o rádio, juntos, abarcam 93% da penetração pelas empresas. Obviamente o celular também acaba sendo abarcado por estar quase sempre conectado a internet pelos usuários – até mais do que através do computador.

A pesquisa da Opus Software de 2015 apresenta que os acessos à internet por meio do 3G e 4G eram de 191,8 milhões, contra 25,4 milhões em banda larga fixa.

E tem mais…

A pesquisa da Opus diz ainda, que até 2015, 41% dos internautas brasileiros já realizaram pelo menos uma operação de compra de mercadorias físicas usando seu smartphone – praticamente um quinto das compras já é realizada pelo aparelho móvel.

Dessa forma, investir em anúncios pelo rádio se torna um potente meio de convencimento e compra!

Pois ao ouvir uma propaganda no rádio através do celular ela passa a ter duas alternativas de adquirir o produto:

  • Se deslocar para a loja física, já que provavelmente estará na rua;
  • ou abrir o site no próprio aparelho e realizar a compra.

Se você quer começar a investir em anúncio no rádio, mas está em dúvida de como e onde fazer a sua campanha, acesse agora, sem compromisso, e solicite uma avaliação de qualquer rádio do Brasil!

Posts relacionados

Deixe um comentário